Vídeos

EM BUSCA DO UNICÓRNIO PERDIDO24/10/2015Por Roberto Crema. No Museu da Idade Média, em Paris, há uma sala do Unicórnio, com belas e significativas tapeçarias. Os cinco sentidos estão presentes e podemos interpretar que o sexto sentido é representado pelo próprio Unicórnio. Poderoso e fascinante símbolo mítico,da esfera do imaginal,o chifre de luz do Unicórnio representa a transcendência dos opostos, a consciência não-dual,em oposição ao diábolos, o que divide, representado com dois chifres. Relacionado com a nobreza, inocência e pureza de sentimentos, os antigos e transculturais relatos míticos afirmam que este ser, tão arredio, arisco, no regaço do feminino-luz, como explicitado na tapeçaria deste museu. Assim, o resgate do princípio feminino, a nossa esfera sensível, receptiva e intuitiva, antecede ao do Unicórnio perdido, que precisamos reencontrar. Como afirma a bela música " Mi Unicornio Azul ", de autoria de Sílvio Rodríguez, na voz acolhedora,do próprio autor.